Ansiedade: especialista lista 5 dicas para evitar o transtorno em 2024

12 dez 2023 - Variedades

A ansiedade é um problema bastante comum entre os brasileiros. Alguns fatores do mundo moderno, como o uso constante de celulares, contribuem para que o Brasil lidere o ranking do transtorno no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O levantamento da OMS aponta que 26,8% dos brasileiros receberam o diagnóstico da doença em 2023. O psiquiatra Flávio H. Nascimento, especialista em tratamento de ansiedade, atribui o aumento de casos ao uso excessivo de redes sociais.

“Nosso estilo de vida mudou muito nos últimos anos e isso tem um forte impacto na nossa saúde mental. Diversos fatores podem ser citados como essenciais para o aumento da incidência da doença, mas o uso desenfreado de redes sociais é um dos principais, em especial vídeos curtos e áudios acelerados, que contribuem para tornar a população mais ansiosa no dia a dia”, alerta Nascimento.

Ele destaca cinco dicas para prevenir crises de ansiedade em 2024:

1. Pratique técnicas de relaxamento
“Experimente métodos como respiração profunda, meditação consciente e/ou ioga. As técnicas de relaxamento podem reduzir o estresse e promover a tranquilidade mesmo em momento de tensão”, explica o psiquiatra.

2. Mantenha um estilo de vida saudável
“Faça exercícios regularmente, mantenha uma dieta equilibrada e durma o suficiente para fortalecer seu bem-estar físico e mental. É preciso um cuidado diário para prevenir a ansiedade, que está muito ligada a hábitos”, afirma Nascimento.

3. Estabeleça limites e organize-se
Defina limites saudáveis, priorize tarefas e evite se sobrecarregar. A organização não vale apenas para o trabalho em excesso, mas também para delimitar um padrão sadio com relações pessoais. Além disso, evite dispositivos eletrônicos em excesso, especialmente redes sociais.

4. Fique conectado
“Estar online não quer dizer que você está realmente mantendo contato social. Pratique a comunicação tête-à-tête com amigos e familiares. Compartilhar preocupações por meio da interação social ajuda a aliviar a ansiedade”, afirma o psiquiatra.

5. Busque ajuda profissional
O acompanhamento profissional, ao contrário do que muitos pensam, não diz respeito apenas ao tratamento, mas também à prevenção. Procurar ajuda profissional é essencial no combate à ansiedade.

 

Maistvdenois

 

Fonte: Metrópole.