Após morte de jovem, Whindersson Nunes critica perfis e pede criação de Lei Jéssica Vitoria

26 dez 2023 - Variedades

Após a morte da estudante mineira Jéssica Vitoria Dias Canedo, vítima de um boato, o comediante Whindersson Nunes criticou a exposição de fake news feita por perfis, mas também pediu a criação de uma lei chamada “Jéssica Vitoria”. A jovem, de 22 anos — que sofria de quadro de depressão —, morreu na última sexta-feira (22/12).

“Iniciar um movimento para ver se contribui para a gente criar uma lei chamada Jéssica Vitoria para aprimorar a legislação brasileira nesse negócio que está acontecendo agora, que é esse jornalismo não oficial. Que isso é muito perigoso. Tem gente que tem muito seguidor e diz que não é uma coisa oficial, mas é uma coisa que impacta de verdade”, disse ele, em vídeo.

“Tem que ser crime postar uma conversa que duas pessoas não autorizaram. A não ser que seja uma exposição de crime para denunciar alguma coisa, eu acho que não faz sentido uma conversa privada entre duas pessoas. Por isso, é tão perigoso você não ir atrás da verdade antes de mostrar, porque isso pode ser danoso”, acrescentou.

Jéssica Vitoria Dias Canedo, falsamente tida como affair de Whindersson Nunes, morreu, aos 22 anos, em Araguari, no Triângulo Mineiro, distante 567 km de Belo Horizonte (MG). Ela teve supostas conversas com o humorista divulgadas na internet — inclusive pelo Choquei, que tem mais de 20 milhões de seguidores apenas no Instagram.

A página se manifestou por um comunicado nas redes sociais, mas se isentou de responsabilidade na morte da jovem.

“Em relação aos eventos que circulam nas redes sociais e foram associados a um trágico evento envolvendo a jovem Jéssica Vitoria Canedo, queremos ressaltar que todas as publicações foram feitas com base em dados disponíveis no momento e em estrito cumprimento das atividades habituais decorrentes do exercício do direito à informação”, diz um trecho do comunicado.

Apelo de mãe

Três dias antes da morte, Inês Oliveira — mãe de Jéssica — gravou um vídeo no qual chora e diz que a filha sofria de depressão e havia sido vítima de uma mentira.

“Eu estou aqui, em primeiro lugar, como uma mãe que está passando por uma situação difícil com a sua filha. Publicaram uma mentira. A minha filha sofre de uma depressão muito séria, muito profunda, muito grave. Então, como mãe, pedindo, pelo amor de Deus, parem de postar isso”, disse ela, aos prantos.

 

As informações são do R7.