Enfermeira fura bloqueio em rodovia e é assassinada pela PM

4 dez 2023 - Variedades

Uma tragédia ocorreu na manhã do último sábado (02/12) na rodovia BR-317 em Senador Guiomard, no Acre, quando uma enfermeira de 32 anos, identificada como Géssica Melo de Oliveira, foi morta a tiros por uma equipe da Polícia Militar. Segundo relatos, Géssica, residente em Rio Branco, foi perseguida por três policiais militares após furar um bloqueio policial, em meio a um surto, dirigindo em direção a cidades do interior. A enfermeira, mãe de três filhos, foi atingida por disparos. Com informações do Metrópoles.

Os PMs alegam que a vítima estaria armada e teria realizado manobras perigosas, mas familiares contestam essa versão, negando que Géssica estivesse portando qualquer tipo de arma. Os policiais apresentaram uma pistola 9 mm como sendo da enfermeira, contudo, parentes afirmam que a arma foi “plantada”.

De acordo com um familiar de Géssica, os policiais a deixaram em um hospital, simulando um acidente de trânsito, mas a equipe de saúde percebeu que ela estava baleada. O episódio levanta questionamentos sobre as circunstâncias da abordagem policial e as alegações de posse de arma por parte da vítima.

Ao menos dois policiais militares envolvidos na ação foram presos em flagrante, e a audiência de custódia deles está marcada para esta segunda-feira (04/12). O caso gera grande comoção, destacando a necessidade de uma investigação minuciosa para esclarecer os eventos que resultaram na morte da enfermeira Géssica Melo de Oliveira.