Mega da Virada: Caixa desmente 5 fake news sobre o prêmio. Confira

27 dez 2023 - Variedades

O tamanho do desejo de vencer a Mega da Virada é proporcional à quantidade de casos, fofocas e histórias falsas espalhadas por aí. E isso vem desde antes das redes sociais, mas o aparecimento de grupos de conversa aumentou bastante o alcance das mentiras.

Da lenda da bolinha mais leve à suposta falta de segurança nas apostas feitas pela internet, confira as cinco principais fake news relacionadas à Mega da Virada, que vai contar com o maior prêmio da história: R$ 570 milhões. O sorteio será realizado às 20h (horário de Brasília), deste domingo (31/12).

Em comunicado publicado nesta quarta-feira (27/12) pela Secretaria de Comunicação Social, a Caixa Econômica Federal desmentiu as principais desinformações relacionadas ao prêmio milionário.

 

Lenda da bolinha mais leve
Uma das fake news mais populares, circulam boatos de que as bolas numeradas usadas nos sorteios têm peso diferentes, o que tornaria o sorteio previsível. Contudo, isso não é verdade.

Segundo a Caixa, todas as bolinhas são fabricadas em borracha maciça e têm o mesmo peso e diâmetro, de 66 gramas e 50 milímetros, respectivamente. Além disso, esse padrão é verificado regularmente para “garantir a imparcialidade do processo”.

Supostos sorteios sem fiscalização
Essa informação é inverídica. Isso porque todos os sorteios são acompanhados por auditores independentes, responsáveis por garantir a lisura do processo. A Caixa reforçou que “cumpre rigorosos protocolos de segurança, para que os resultados sejam justos e imparciais”.

Os sorteios também contam com a fiscalização de auditores do Ministério da Fazenda, principalmente em sorteios de caráter especial e em concursos de grandes premiações. Esses profissionais são representantes do órgão regulador de loterias no Brasil.

Há ainda o acompanhamento diário da auditoria interna da instituição financeira, que verifica o cumprimento das normas de sorteio, apuração e divulgação dos resultados.

“Ganhadores são das mesmas regiões”
Há uma crença popular de que os vencedores dos sorteios são das mesmas regiões. Porém, sabe-se que os ganhadores são determinados por meio da aleatoriedade. Desta forma, qualquer pessoa, independentemente da localização, pode ser premiada.

Usando os princípios da proporção é possível inferir que quanto mais apostas um determinado lugar registrar, existe mais chances de um prêmio sair naquele local. Assim, não dá para estimar o prever qualquer resultado uma vez que todos os números têm a mesma chance de serem sorteados.

“Caixa sabe os ganhadores antes do sorteio”
Uma das fake news é sobre a Caixa, organizadora dos sorteios, saber quem são os vencedores antes deles se apresentarem publicamente. O banco afirma que a identificação do apostador não é vinculada ao registro da aposta, mesmo feita em ambiente eletrônico.

Logo, apenas é possível identificar o ganhador de um sorteio após a apresentação para receber o prêmio, com o comprovante da aposta, em uma agência da Caixa.

“Apostas on-line não são seguras”
A suposta falta de segurança nas apostas feitas pela internet é falsa. A Caixa reforçou que disponibiliza canais oficiais e seguros para realizar apostas on-line em suas loterias.

De acordo com o banco, essas plataformas são protegidas por medidas de segurança rigorosas, garantindo a proteção dos dados pessoais e a integridade das transações.

 

 

Maistvdenois

 

Fonte: Metrópoles.