Defensor do piso da enfermagem, Wilson Filho parabeniza João Azêvedo por compromisso em cumprir lei na Paraíba

20 set 2022 - Notícias

Deputado estadual, Wilson Filho, na Assembleia Legislativa ‧ Foto: Divulgação

O deputado estadual Wilson Filho (Republicanos) participou, na manhã desta terça-feira (20), de mais uma sessão da Assembleia Legislativa da Paraíba e parabenizou o governador João Azevêdo pelo compromisso firmado com representantes dos profissionais da Enfermagem em implantar o piso da categoria na Paraíba.

Wilson Filho é defensor das reivindicações dos profissionais da Enfermagem, desde que foi deputado federal e presidiu a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Enfermagem, no Congresso Nacional.

“Na Câmara dos Deputados e hoje na Assembleia Legislativa, sempre defendi melhorias para esses profissionais que estão na linha de frente dos hospitais. Hoje, tivemos a garantia de João Azevêdo que o piso salarial será cumprido no estado, tão logo os efeitos da lei entrem em vigor. Isso demonstra a responsabilidade e o empenho do governador em cumprir essa importante conquista para todos os profissionais”, afirmou o deputado.

Para Wilson Filho, os profissionais da área da enfermagem são merecedores do piso salarial, visto o importante papel que desempenham em prol da saúde dos paraibanos. “Declarei publicamente o meu apoio junto com o deputado federal Wilson Santiago e demais parlamentares da bancada paraibana e enfatizei a importância de proporcionar uma remuneração justa para esses profissionais que ajudam a salvar vidas com muita garra”, afirmou Wilson Filho.

Reunião

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta terça-feira (20), com representantes do Conselho Regional Enfermagem da Paraíba (Coren-PB), Sindicato dos Enfermeiros da Paraíba e Sindicato dos Técnicos de Enfermagem, ocasião em que reafirmou o compromisso do governo de implantar o piso da categoria.

Pela lei do piso salarial da enfermagem, enfermeiros devem passar a receber salário de no mínimo R$ 4.750,00. Técnicos em enfermagem devem receber no mínimo 70% desse valor e auxiliares de enfermagem pelo menos 50% desse piso.

 

Maistvdenois

Fonte: Repórter PB