Maíra Cardi recorre de decisão envolvendo seu polêmico curso

20 fev 2024 - Variedades

A coluna Fábia Oliveira está aqui, novamente, trazendo um assunto já conhecido por seus fiéis leitores: o polêmico curso vendido por Maíra Cardi. A influenciadora vem enfrentando, e não é de hoje, alguns problemas com a Justiça por conta do “Cura Você”, que tem gerado uma série de insatisfações e repercutido um bocado na lei.

Pois bem. Como já noticiado, a esposa do Primo Rico havia sido condenada a devolver o valor pago pelo curso a uma seguidora que havia a processado. O valor poderia ser considerado “simplório”, de R$ 829,80.

Acontece que descobrimos, com exclusividade, que a seguidora recorreu e conseguiu levar para casa a bolada de R$ 5 mil por danos morais, além do valor já mencionado cobrado pelo curso. E Maíra Cardi não gostou nada disso…

A influencer entrou com um recurso de “embargos de declaração” alegando que a sentença possui um erro material e é omissa. Ela afirmou que o acórdão deve ser reformado e que possui erros, assegurando que a autora da ação também tem valores a arcar e que os tais danos morais são descabidos. Isso porque, segundo ela, sequer existem indícios suficientes de sofrimento ou de mancha à dignidade da aluna.

Ou seja, Maíra Cardi não gostou da mudança da sentença de primeiro grau e resolveu partir para a briga, expondo seus argumentos e pretendendo ver uma mudança no cenário que é desfavorável a ela.

E, indo além, ela afirmou que a moça não se dedicou ao curso, não aplicou as técnicas recebidas e sequer utilizou o material recebido.

Maíra ainda afirmou, via seus advogados, que a autora não poderia achar que iria adquirir o curso e que seria criada uma estratégia para ela executar e que o “dinheiro simplesmente cairia em seu bolso”. Nas palavras que constam no processo “isso não faz qualquer sentido”.

É importante lembrar que a seguidora de Maíra Cardi a processou porque alegou não ter obtido os lucros esperados com o curso. O juiz entendeu que não existiam provas da existência de informações precisas e claras sobre o sistema de marketing multinível utilizado pela esposa de Thiago Nigro, o que fazia com que fosse justa a devolução do valor gasto com o tal curso.

Maíra Cardi ainda teria afirmado que seu curso não é “promessa de dinheiro fácil” e que o próprio curso era categórico ao afirmar que não se voltava para pessoas que “acham que vão ficar milionárias da noite para o dia”.

É importante lembrar que a maioria das reclamações sobre os cursos vendidos por Maíra recaem sobre a qualidade do conteúdo dos mesmos. Os consumidores têm, com frequência, manifestado um sentimento de que foram ludibriados e de que aquilo que foi prometido é incompatível com o material efetivamente entregue.

É, Maíra Cardi, talvez a melhor dica que nossa coluna possa dar, agora, é: corra e adquira um bom curso de “como vender excelentes cursos”. Vai ver assim o negócio engaja…