Mais de 215 mil vão trabalhar na aplicação no “Enem dos concursos”

29 abr 2024 - Brasil - Mundo

Mais de 215 mil funcionários estarão envolvidos na aplicação, segurança e no transporte do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), que será realizada em todo o país no próximo domingo (5/5), em 228 municípios. O número de colaboradores representa 10% do total de inscritos no CPNU.

A logística, inspirada no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), contará com aplicadores, fiscais de prova, gestores e uma rede de servidores de órgãos de segurança, como a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal.

“Muitas vezes, as pessoas se concentram nesse número de 2 milhões e 100 mil inscritos e não imaginam quantas pessoas precisamos para organizar uma prova desse tamanho. O contingente de pessoas que nós estamos organizando para participar da aplicação, desde o planejamento até toda a parte da elaboração de provas, distribuição de provas, aplicação, depois a logística de reversa e correção, chega à casa de 215 mil pessoas”, explicou o diretor de Logística, Alexandre Retamal.

Para atender a demanda de candidatos, foi necessária a contratação de um quantitativo de colaboradores para todo o ciclo, que envolve desde o planejamento até a logística reversa, além de segurança e operacionalidade.

Segundo o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), foi dada especial atenção ao treinamento e qualificação dos trabalhadores que irão compor a equipe de aplicação das provas.

“O Ministério da Gestão e o Governo Federal usaram como base a experiência do Enem porque temos 25 anos de aplicação do Enem. Ampliamos e aprimoramos as orientações dos órgãos de segurança, principalmente do Ministério da Justiça nessa coordenação, para a gente garantir uma segurança mais ampliada”, afirmou Retamal.

Locais de prova do concurso
Na semana passada, foram divulgados os locais de aplicação. São, ao todo, 3.665 locais de prova e 75.730 salas, sendo que 94,6% dos inscritos terão que fazer um deslocamento de até 100 km.

Para manter a segurança e a lisura da prova, foram estabelecidas diretrizes de segurança dentro e fora dos locais de aplicação. As 1.442 rotas de distribuição foram mapeadas e serão utilizadas para levar a prova aos locais. Em todo o país, serão 4.146 coordenações de aplicação, sendo cerca de 517 participantes do concurso por coordenação.

Dentro das salas de aula, os fiscais foram orientados a não permitir que os candidatos saiam com o caderno de provas e nem realizem anotações do gabarito no cartão de confirmação. Essas ações visam reforçar a segurança do concurso e coibir que eventuais quadrilhas acessem as questões e, consequentemente, enviem as respostas para aplicantes que estão fazendo o concurso.

 

Maistvdenois

 

Fonte: Metrópoles.