Mossoró: detentos se esconderam em buraco na terra e comem em lavouras

26 fev 2024 - Destaques

Rogério Mendonça e Deibson Nascimento, os dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, utilizaram um buraco na terra para se esconder de drones que detectam calor humano.

O espaço foi encontrado pelas equipes de busca perto da casa que foi utilizada pelos fugitivos. No local, os policiais encontraram objetos como um facão, uma lona e alimentos. De acordo com o programa Fantástico, a dupla teria pago R$ 5 mil para se esconder no local.

Péricles Santos, superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Rio Grande do Norte, explicou ao programa que as lavouras na reigão podem manter os fugitivos alimentados.

“O grande número de frutas, porque é uma região grande produtora de frutas, fornece alimentação para eles o tempo todo. Como choveu torrencialmente aqui na semana passada, muitas das trilhas e dos rastros que estavam sendo monitorados pelas equipes de busca, foram perdidos pela chuva. Então, dificultava o trabalho dos cães farejadores e dificultava o trabalho das equipes também de campo”, afirmou.

Centenas de agentes de segurança trabalham dia e noite para localizar os detentos, com buscas concentradas no município de Baraúna, a 22 quilômetros do presídio.

Até o momento, três suspeitos de auxiliarem na fuga foram presos. Na noite da última quinta (22/2), o Ministério da Justiça e da Segurança Pública confirmou o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão nas cidades de Mossoró, Quixeré (CE) e Aquiraz (CE), contra possíveis envolvidos no fornecimento de apoio aos foragidos.

 

Maistvdenois

 

Fonte: Metrópoles.