Romário e Marcos Braz viram alvo de investigação no STF por corrupção

27 maio 2024 - Brasil - Mundo

O ex-jogador de futebol e senador pelo Rio de Janeiro, Romário (PL-RJ), e o vereador do Rio de Janeiro e vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz (PL), se tornaram alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) após terem nomes citados em uma delação premiada. A informação é do Uol.

Os cartolas serão investigados pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF) por envolvimento em um suposto esquema de desvio de verba pública destinada a projetos de esportes da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Base para a investigação, o empresário Marcus Vinícius Azevedo da Silva delatou que Braz seria o responsável por recolher o valor desviado através de uma ONG e repassar parte da verba para o senador Romário.

O esquema aconteceu durante a passagem do VP do Flamengo pela Secretaria Municipal de Esportes do Rio de Janeiro, pasta que ficou sob tutela de Marcos Braz entre janeiro de 2015 e março de 2016, por indicação de Romário.

Investigação
O inquérito para investigação do esquema que envolve corrupção passiva e lavagem de dinheiro foi aberto no início de maio no STF. Com relatoria do ministro Kassio Nunes Marques, o inquérito está sob sigilo e aguarda investigações da PF e do MPF.

Sob investigação, os contratos assinados por Braz com o Centro Brasileiro de Ações Sociais para a Cidadania (CEBRAC), no valor de R$ 13 milhões, foram solicitados pelo MPF à Prefeitura do Rio de Janeiro. Segundo a delação de Marcus Vinícius, o esquema se baseava no superfaturamento de serviços prestados pela ONG.

 

Maistvdenois

 

Fonte: Metrópoles.