Viradouro pode perder o título por descumprir regra? Entenda o caso

15 fev 2024 - Variedades

A escola de samba Unidos da Viradouro foi consagrada como a campeã do Carnaval do Rio de Janeiro em 2024. A escola de samba teve uma grande vantagem em comparação com a Imperatriz Leopoldinense, que ficou na segunda colocação.

Apesar do título definido pelos jurados, dirigentes da Grande Rio, Imperatriz Leopoldinense, Mocidade e Beija-Flor enviaram um documento de recurso à Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) pedindo uma punição à Viradouro por conta de uma irregularidade no desfile.

Segundo os mandatários, a campeã teria ultrapassado o limite de 15 integrantes visíveis durante a apresentação da escola. O presidente da Liesa, Jorge Perlingeiro, afirmou que os recursos foram aceitos e o resultado definitivo será divulgado nesta quinta (15/2).

“Quatro agremiações ingressaram com um recurso para que houvesse punição para a Unidos da Viradouro. Todos os recursos foram aceitos e serão analisados até amanhã na sede da Liesa”, disse Perlingeiro.

Segundo o regulamento, a Unidos da Viradouro, que teve nota 10 no quesito Comissaõ de Frente, pode ser punida em 0,5 (meio) ponto por conta da irregularidade.

Viradouro vai perder o título se for punida?

A Grande Rio citou no texto o artigo 26 do regulamento da competição, que diz que cada escola deve “desfilar com o limite mínimo de 10 (dez) e até o máximo de 15 (quinze) componentes na Comissão de Frente”.

“Conforme disposto no Livro Abre-Alas, disponível no sítio oficial da LIESA, a Comissão de Frente do G.R.E.S. Unidos do Viradouro contava com 24 componentes: 14 femininos e 10 masculinos. Embora sua totalidade está discriminada como 15 integrantes no mesmo livro, o que não se confirmou durante o desfile da agremiação”, argumentou a Grande Rio.

A punição, entretanto, não seria suficiente para tirar o título da campeã, visto que ela terminou com 270,0 pontos e 0,7 ponto a mais do que a segunda colocada, Imperatriz Leopoldinense, que teve 269,3 pontos. Sendo assim, a perda de 0,5 ponto não mudaria a classificação final.

Viradouro campeã no Rio de Janeiro

A escola de samba Unidos de Viradouro é a nova campeã do Carnaval do Rio de Janeiro. Com o samba-enredo Arroboboi, Dangbé!, a agremiação conquistou 270 pontos na avaliação dos jurados, anunciada nesta quarta-feira (14/2), e levou o prêmio deste ano.

O samba-enredo da escola de samba se baseou nas crenças voduns dos povos africanos que viviam na Costa da Mina. O principal destaque da agremiação foi uma enorme serpente, que surgia entre o balé e deslizava pelo chão da Sapucaí.

Os quesitos foram julgados na seguinte ordem: alegorias e adereços; bateria; evolução; mestre-sala e porta-bandeira; comissão de frente; enredo; harmonia; samba-enredo; e fantasias.

A Imperatriz Leopoldinense ficou com a segunda posição, seguida pela Grande Rio. As escolas marcaram 269,3 e 269,2 pontos, respectivamente. A Porto da Pedra foi a escola rebaixada para a Série Ouro, com 264,9 pontos.